O Hospital é um tipo de instalação que deve possuir níveis de confiabilidade muito altos, não podendo parar em nenhuma hipótese. Seus sistemas devem possuir práticas de manutenção para assegurar esta condição a fim de que as áreas fins possam fazer o seu papel que é cuidar do paciente. O serviço de Manutenção predial hospitalar é que garante a disponibilidade dos equipamentos e de infraestrutura.

O retorno à condição normal de atendimento deve ser imediato, ou os sistemas devem contar com redundância caso o retorno à operação normal não possa ser realizado. Portanto o acesso aos equipamentos e as instalações deve ser facilitado por um bom projeto e este deve garantir a mantenabilidade dos sistemas envolvidos. (Heringer, 2010).

Instalações Prediais é um ativo que deve ser cuidado

“É inviável sob o ponto de vista econômico e inaceitável sob o ponto de vista ambiental considerar as edificações como produtos descartáveis, passíveis da simples substituição por novas construções quando seu desempenho atinge níveis inferiores ao exigido pelos seus usuários. Isto exige que se tenha em conta a manutenção das edificações existentes, e mesmo as novas edificações construídas, tão logo colocadas em uso, agregam se ao estoque de edificações a ser mantido em condições adequadas para atender as exigências dos seus usuários.”                   (ABNT 5674:99)

Segundo a ABNT, Manutenção é “a combinação de todas as ações técnicas e administrativas, destinadas a manter ou recolocar um item em estado no qual possa desempenhar uma função requerida”.

A NBR 5674 faz referência à manutenção como sendo: “Conjunto de atividades a serem realizadas para conservar ou recuperar a capacidade funcional da edificação e de suas partes constituintes de atender as necessidades e segurança dos seus usuários.” ABNT 5674:99.

Atenção à Gestão da Manutenção Predial

Gestão da Manutenção e Higienização Hospitalar

Em ambiente hospitalar, dado a complexidade e a variedade de serviços nele contidos se faz necessário que tenha um serviço especializado na gestão e execução de serviços de manutenção, pois cabe ao gestor de manutenção Predial hospitalar minimizar o impacto nos serviços prestados aos clientes que vão em busca de assistência médica. Segundo Souza, (2010) a Gestão de um serviço específico está baseada em seis atividades: execução, supervisão, coordenação, planejamento, controle e decisão.

O Gestor de EAS precisa de conhecimento sobre o negócio da saúde (seu foco de trabalho), diretrizes e ferramentas para avaliar o gerenciamento tecnológico e da Manutenção. Sem esses conhecimentos o gestor pode tomar decisões (especialmente no que se refere aos custos) que irão gerar resultados a curtíssimos prazos, porém poderá comprometer todo o negócio a médio e longo prazo.

O Setor de Manutenção como uma área Estratégica para a Instituição de Saúde

O setor de manutenção na maioria das vezes não é reconhecido pelo profissional da área da saúde, que não raramente interpreta o setor como mero executor de reparos, no entanto a manutenção predial em um hospital é tão importante quanto qualquer área assistencial, pois é um dos setores de apoio às atividades assistenciais além de ser o responsável pela gestão de infraestrutura do estabelecimento de saúde.

A Manutenção na área médico hospitalar prima pela continuidade operacional: Manter prontos, disponíveis e a postos para uso imediato, durante 24 horas por dia, todos os equipamentos, aparelhos, instalações e suprimentos do Estabelecimento Assistencial de Saúde (EAS). A grande responsabilidade do EAS com seus usuários e a natureza de suas atividades não permitem paradas aleatórias ou interrupções, que podem levar a desfechos graves e mesmo fatais. (Souza et. al…2010).

A Gestão da manutenção ou Engenharia de manutenção compreende, na gestão dos ativos, manter o maior valor de disponibilidade utilizando a melhor técnica com o menor custo (Souza, 2010).

Tipos de Manutenção Predial Hospitalar

Segundo Pereira (2009), as técnicas de manutenção são parte do processo de gestão onde o gestor da manutenção precisa conhecê-las bem para aplica-las na manutenção dos ativos de forma eficaz.

 Manutenção Corretiva

Manutenção Corretiva, segundo a ABNT, é a manutenção efetuada após a ocorrência de uma pane destinada a colocar um item em condições de executar uma função requerida. (ABNT 5462/94)

 Manutenção Preventiva

Manutenção efetuada em intervalos pré-determinados, ou de acordo com critérios prescritos, destinada a reduzir a probabilidade de falha ou a degradação do funcionamento do item (ABNT 5426/94).

Manutenção Preventiva segundo Faria (1994), são todos os serviços executados pela manutenção, tanto os de inspeção como os de intervenção programada, visando a não ocorrência de emergências.

A Manutenção Preventiva nos hospitais pode ser adotada, conforme a criticidade do serviço, manutenção preventiva em rede elétrica, cabine primária e sistema de ar condicionado, elevadores e grupo gerador, são os serviços de preventiva mais comuns executados em hospitais, por ser considerados serviços críticos e sua interrupção certamente causa algum transtorno na continuidade de algum serviço e até mesmo ao paciente.

Manutenção Preditiva

A Manutenção Preditiva é a manutenção que permite garantir a qualidade de serviço desejada, com base na aplicação sistemática de técnicas de análise, utilizando meios de supervisão centralizada ou de amostragem para reduzir ao mínimo a manutenção preventiva e diminuir a manutenção corretiva (ABNT 5462/94).

Segundo Pereira, adotar a manutenção corretiva como modo de gestão não é nenhum absurdo, pois às vezes o custo de uma manutenção preventiva é muito alto inviabilizando a implantação.

O setor de Manutenção Predial em geral, é composto de uma estrutura mínima, contendo Gestor, assistente ou planejador de manutenção, além das atividades necessárias para manter o prédio em funcionamento.

Atividades que compõe o Serviço de Manutenção Predial em um Hospital 

·                    Alvenaria – pequenos reparos e adequações necessárias.

·                    Pintura – manutenção permanente das áreas do hospital.

·                    Marcenaria – pequenos reparos e manutenção de portas e mobiliários.

·                    Hidráulica – devido a quantidade de torneiras, chuveiros e bacias sanitárias instaladas, a presença do encanador também pode ser necessária nas 24 hs do dia.

·                    Serviços gerais e jardinagem.

·       Elétrica – manutenção, substituição de lâmpadas tomadas e adequações elétricas, esta atividade precisa estar disponível 24hs/dia.

Além das atividades básicas mencionadas, o quadro de colaboradores vai depender da composição da estrutura de cada hospital, podendo ser necessário também ter operador de caldeira, técnico em eletrônica, mecânica, pintura industrial e técnicos em refrigeração.

Outras atividades consideradas mais especializadas, como manutenção de Gerador, cabine primária e manutenção de caldeiras podem ser contratadas conforme demanda ou por meio de contrato de manutenção.

Segundo Souza, os conceitos e técnicas de engenharia de Manutenção devem ser aplicados pelo gestor do setor e propõe como objetivos para a área.

1.     Preservar as funções do equipamento, com a segurança necessária.

2.     Restaurar sua confiabilidade e segurança projetada, após falha.

3.     Otimizar a disponibilidade.

4.     Minimizar o custo do ciclo de vida.

5.     Atuar conforme os modos de falha.

6.     Realizar apenas as atividades que precisam ser feitas.

7.     Agir em função dos efeitos e consequências de falha.

8.     Documentar as razões para  a escolha da atividade.

1.      

Indicadores de Manutenção Predial

Segundo Souza (2010), a Gestão baseada em indicadores é uma ferramenta poderosa, na qual se deve tomar cuidados para não desperdiçar a informação gerada, abaixo alguns pontos que devem ser observados para fazer uso de indicadores;

1.    A gestão deve estar focada no que for medido.

2.    Tudo que é importante deve ser medido.

3.    Nem tudo no processo é importante.

4.    Toda medida deve estar associada a uma tomada de decisão.

5.    Os critérios e alternativas da tomada de decisão devem ser bem conhecidos.

             A norma ABNT NBR 5674, recomenda que o sistema de gestão da manutenção disponha de indicadores de eficiência com a finalidade de avaliar:

a) a relação entre custo e tempo estimados e efetivamente realizados;

b) a taxa de sucesso das intervenções, medida pela incidência de retrabalho necessário;

c) a relação ao longo do tempo do custo x benefício gerado pelas manutenções;

d) a preservação do valor da edificação ao longo de sua vida útil.

Sistema Informatizado de Gerenciamento da Manutenção Predial

E por fim para gerenciar todo o escopo que compõe a Manutenção Predial Hospitalar e para fazer a gestão dos serviços é indispensável o uso de um bom sistema informatizado de gerenciamento da manutenção. Sem um sistema informatizado é praticamente impossível gerir o setor, as Ordens de Serviço e os Indicadores.

Leia também sobre: Normas ABNT em Manutenção e Qualidade em Serviços de Saúde

Referências Bibliográficas para quem desejar se profundar no assunto.

CAMPOS, Juarez de Queiroz. NORMAS ARQUITETÔNICAS PARA OS ESTABELECIMENTOS DE SAUDE – Resolução – RDC 50/ Juarez Queiroz de Campos; Márcia B. Silva de Godoy – São Paulo: Editora Jotacê, 2003.

CATALOGO ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS disponível em: < http://www.abntcatalogo.com.br/normagrid.aspx>. Acesso em junho de 2014.

PEREIRA, Mário Jorge. ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO – Teoria e Prática. Rio de Janeiro: Editora Ciência Moderna Ltda., 2009.

SOUZA, Alexandre Ferreli… [Et. al].Gestão de Manutenção em serviços de Saúde – São Paulo. Editora Blucher, 2010.

Autor:

Laurival Silva

Laurival Silva Bacharel em Administração de Empresas, MBA Executivo em Saúde pela FGV. atuando em hospital desde 2004 em Compras, Contratos e antes disso atuou por oito anos na Gestão de Manutenção Predial Hospitalar.

3 comentários em “Manutenção Predial Hospitalar”

  1. Ótimo trabalho!
    Após perder muito tempo na internet encontrei esse blog
    que tinha o que tanto procurava.
    Parabéns pelo texto e conteúdo, temos que ter mais
    artigos deste tipo na internet.
    Gostei muito.
    Meu muito obrigado!!!

  2. Gostaria de saber quantos meses tem a carga horária do curso manutenção predial e qual o valor aproximado que se paga de mensalidade?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Manutenção Predial Hospitalar